sábado, 28 de setembro de 2013

Kizomba


Existente desde a década de 80, a Kizomba é uma dança africana que, nos últimos anos, tem conquistado a alma dançante de muitos pares em pistas e discotecas de todo o mundo. Com passos, ritmos e música muito própria, quem sabe dançar Kizomba não quer outra coisa e quem não sabe, só quer aprender!
Kizomba é um termo que deriva de outra terminologia angolana “Kimbundo” e que significa "festa", por isso mesmo, a Kizomba está intimamente ligada à festa do povo negro que resistiu à escravidão. Essas festas eram um grito de liberdade, mas também momentos de grande confraternização. Não é de estranhar então que a dança Kizomba tenha sido introduzida às massas por uma banda angolana pertencente às Forças Armadas Popular de Libertação de Angola (FAPLA). Corria o ano de 1989. No entanto, a Kizomba como a conhecemos hoje vinha sendo construída há já algum tempo, fruto da fusão entre vários géneros musicais e passos de dança já existentes em África. Uma verdadeira miscelânea de estilos dançantes, é impossível falar na Kizomba sem falar nas danças tradicionais que lhe antecederam e influenciaram: Semba (o antecessor da Samba), Zouk (proveniente das Antilhas), Coladeira, Colá-Zouk, Maringa, Kabetula, Kazukuta, Caduque e Rebita, sem esquecer as grandes escolas do Tango, Plena o Merengue, que também contribuíram para a solidificação da Kizomba. Foram estes os estilos – também conhecidos como “Umbigadas” devido aos seus movimentos sensuais – que marcaram as pistas de dança de Angola entre as décadas 50 a 70. A título de curiosidade, a palavra “Kizombadas” já circulava nessa altura, sendo utilizada para descrever as “grandes farras com os amigos”. (fonte : www.passobase.com)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário